A Diretoria Executiva do SINASEFE Natal se reuniu na tarde da última sexta-feira (03/05), com o Reitor do IFRN, Wyllys Farkatt Tabosa. O encontro foi uma proposição do Sindicato e teve como objetivo discutir as implicações dos cortes no orçamento dos IFs.

Durante a reunião, a Diretoria do SINASEFE informou sobre a construção do Dia Nacional de Luta em Defesa da Educação, no dia 15 de maio, que tem como pauta principal protestar contra os cortes no orçamento das instituições públicas de ensino. De acordo com o Reitor, toda mobilização, que possa fazer a sociedade perceber os prejuízos que essas medidas podem causar para a sociedade e para os IFs é positiva.

A coordenadora geral do SINASFE Nadja Costa explicou que o sindicato tem conversado com parlamentares do Estado, com o intuito de garantir emendas e apoio em defesa do IFRN. Para a professora, apesar de ser uma medida paliativa, as Emendas garantiriam algum fôlego, enquanto a situação do bloqueio não é reconsiderada pelo Governo Federal. “Temos consciência que esse corte no orçamento do IFRN impedirá o pleno funcionamento dos nossos Campi e comprometerá a qualidade do nosso ensino”, comentou a coordenadora.

Segundo Juscelino Cardoso, da Pró-Reitoria de Administração do IFRN, esse corte difere dos demais contingenciamentos realizados pelo governo federal. De acordo com o gestor, em outros períodos já houve contingenciamento do orçamento, mas os valores seguiam sendo repassados, só que em menor velocidade e dessa vez os valores bloqueados já foram inclusive subtraídos das contas das instituições.

Wyllys Farkatt, lembrou ainda, que os gestores também vão estar reunidos no Conselho das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica – CONIF e com a Frente Parlamentar dos Institutos Federais, na Câmara dos Deputados para tentar buscar alternativas aos cortes no orçamento. O Reitor também lembrou que no dia (10/05), acontecerá uma audiência com o Ministro da Educação, Abraham Weintraub para discutir essas questões.

O Diretor de Comunicação do sindicato, Hugo Manso, agradeceu a Reitoria por ter recebido prontamente a solicitação de reunião com o sindicato e lembrou que a defesa da Educação Pública e de nossas instituições deve ser uma pauta coletiva.

Entre os encaminhamentos acordados, ficou definido a divulgação massiva de vídeos, matérias e fotos sobre a atuação do IFRN e sua importância para a sociedade potiguar. Foi consenso entre os participantes que precisamos sensibilizar a sociedade civil em torno da manutenção e da construção de uma educação pública, gratuita, laica e de qualidade.