O SINASEFE Natal participou na manhã da última sexta-feira (06/07), na sede do SINDSIFCE, em Fortaleza-CE, de uma Roda de Conversa sobre as ações de luta contra a implementação do ponto eletrônico para os técnico-administrativos (TAEs) do IFCE e em defesa do direito à jornada de 30 horas.  A coordenadora geral do SINASEFE Natal, Socorro Silva, foi convidada pela direção do SINDSIFCE para falar sobre a realidade do IFRN em relação aos temas.

Socorro Silva iniciou sua fala ressaltando a importância da luta coletiva e permanente na defesa da pauta e destacou os retrocessos que estão ocorrendo no IFRN, em decorrência das determinações dos órgãos de controle. “No IFRN já existe o ponto eletrônico para os TAEs e para os Docentes, e alguns Campi implantaram a jornada flexibilizada para determinados setores. A categoria tem insistido na defesa dessa pauta junto à Reitoria e continua apresentando argumentos políticos e jurídicos para que os servidores do IFRN não tenham prejuízos quanto aos retrocessos e direitos já adquiridos, no que diz respeito à jornada flexibilizada”.

A Professora Socorro finalizou sua participação ressaltando a importância da categoria unificar a luta com a direção do SINDSIFCE para fazer pressão junto aos gestores do IFCE e colocou o SINASEFE Natal e a sua base à disposição para contribuir no que for necessário na luta em defesa das 30 horas e contra a implantação do ponto eletrônico para os TAEs.

Os participantes da Roda de Conversa definiram uma nova atividade de debate e aprofundamento de estudos dos temas, marcada para o próximo dia 27 de julho, às 9h30, na sede do SINDSIFCE.

O debate contou com a participação da secretária de Assuntos Jurídicos do SINDSIFCE, Cristiane Oliveira; a secretária de Política de Pessoal, Fernanda Vasconcelos; a secretária de Políticas Educacionais, Culturais e Desportivas, Rozana Lemos; a suplente da diretoria, Rayça Cavalcante e servidores TAEs do IFCE.