O Núcleo de Estudos em Educação, Gênero e Diversidade do IFRN – NEGEDI lançou na última quinta-feira (18/06), a campanha “Solidariedade Feminista – Entrenós, ou todos ou nenhum!”, que tem como objetivo ajudar comunidades e organizações do movimento social e popular que neste momento de pandemia da COVID-19 sofrem com a vulnerabilidade social e econômica, e precisam de apoio solidário e financeiro nesse difícil período.

A primeira comunidade a ser apoiada nesta campanha é a comunidade do Amarelão, uma grande aldeia indígena da etnia Potiguara, localizada no município de João Câmara/RN. Situada na região mais pobre do país, a comunidade possui 1.100 moradores, com 340 famílias das quais 203 estão em situação de vulnerabilidade social, sem alimentos e dependente de doações há semanas. Hoje já existem infectados com a COVID-19 na aldeia e há uma morte confirmada.

A comunidade não possui água encanada e nem esgoto, o que pode agravar ainda mais a propagação da doença entre seus moradores que dependem de caminhões pipa para o abastecimento das cisternas. A terra da comunidade é árida o que impede qualquer atividade de agricultura.

As famílias da comunidade tiram seu sustento exclusivamente do beneficiamento da castanha de caju e venda de artesanato. Com a pandemia do coronavírus, as famílias não conseguiram mais comercializar a castanha e os produtos do artesanato. As campanhas são o único meio para arrecadar doações e diminuir o impacto da crise na vida dessas pessoas, já que não chegam até eles nem o poder público, nem as entidades beneficentes.

Os interessados em ajudar a comunidade do Amarelão podem fazer doações através do PayPall ou de depósito bancário nas seguintes contas:

Caixa Econômica Federal – Ag: 0760 / Op: 013 / Conta Poupança: 39.286-8
Banco do Brasil – Ag: 0727-7 / Variação: 51 / Conta Poupança: 22.817-6 / Tayse Michelle Campos da Silva – CPF: 053.501.324-82

Mais informações, entrar em contato com Tayse Campos, coordenadora da Associação Comunitária Indígena do Amarelão, através do celular (84) 99220- 9750 ou pelo e-mail [email protected]

#NEGÊDInaLuta
#SolidariedadeFeminista
#TodosContraoCoronavírus

Com informações do NEGÊDI